Ó profundidade das riquezas, tanto da sabedoria, como da ciência de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos, e quão inescrutáveis, os seus caminhos! Porque quem compreendeu o intendo do Senhor? Ou quem foi seu conselheiro? Ou quem lhe deu primeiro a ele, para que lhe seja recompensado? Porque dele, e por ele, e para ele são todas as coisas; glórias, pois, a ele eternamente. Amém! - Romanos 11.33-36.

sexta-feira, 23 de maio de 2014

História das coisas

Na verdade, toda pessoa coloca a culpa no Governo, nas instituições que dominam o mundo, quando, realmente, somos nós quem prejudicamos a nós mesmos. Se pensássemos na diferença do estilo de vida de 60/70 anos atrás para o estilo de vida atual, notaríamos que antigamente pensávamos mais em como viver, e hoje pensamos mais em como ter, comprar. Se não refletirmos e mudarmos agora, futuramente não poderemos chorar sobre o leite derramado, restando-nos apenas arcar e sofrer com as consequências de nossas escolhas. Somos nós os únicos responsáveis pela influência que a mídia exerce sobre nós, por não utilizarmos nossa inteligência e nosso raciocínio em nossas escolhas. Nós somos o próprio lixo daquilo que escolhemos ser e ter, uma vez que nos definimos pelo que temos, e não pelo que somos; o ter tornou-se, por nossa culpa, o ser.

Por Vanessa Tavares

Nenhum comentário:

Postar um comentário