Ó profundidade das riquezas, tanto da sabedoria, como da ciência de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos, e quão inescrutáveis, os seus caminhos! Porque quem compreendeu o intendo do Senhor? Ou quem foi seu conselheiro? Ou quem lhe deu primeiro a ele, para que lhe seja recompensado? Porque dele, e por ele, e para ele são todas as coisas; glórias, pois, a ele eternamente. Amém! - Romanos 11.33-36.

sábado, 15 de setembro de 2012

O Pentecostes foi um evento MISSIONÁRIO

Ef 4.12b: recebemos dons (espirituais ou ministeriais) para TRABALHARMOS melhor na obra de Deus. Vemos isso também em 1Co 12.7; 1 Co 14.12 e em todo o versículo 12 de Ef 4.

Mc 16.20: pregação confirmada por sinais.

Lc 24.49: revestimento de poder.

Jo 4.13 e 14: Jesus nos dá uma fonte a jorrar. A vida que Deus nos deu tem que jorrar de nós.

At 2.43 e 4.33: testemunho com poder.

1 Co 12.7: os dons espirituais (e ministeriais) nos são dados porque são úteis (também 1Co 14.12 e Ef 4.12).

O Pentecostes foi um evento MISSIONÁRIO. Não recebemos o Espírito Santo para guardá-lO para nós mesmos, para "simplesmente" falarmos em línguas e profetizarmos. É claro que isso é grandioso, maravilhoso, magnífico, divino, mas, recebemos o Espírito Santo para proclamarmos o Reino de Deus revestidos de poder.

O Espírito Santo deu aos apóstolos o equipamento necessário para que eles desempenhassem seu papel. Conosco, hoje, não é diferente. Os dons que o Espírito Santo nos concede são ferramentas a serem utilizadas na Sua obra.

Não recebemos o Espírito Santo para mostrar como somos espirituais, merecedores, poderosos; antes, O recebemos para desempenhar nossa tarefa missionária. É justamente isso que observamos em todo o Novo Testamento, em especial no livro de Atos dos Apóstolos, que gostamos tanto de anunciar que ainda o estamos escrevendo.

Recebemos dons para servir ao próximo, edificar a igreja e glorificar a Deus: 1 Pe 4.10 e 11.

Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz - 1 Pedro 2.9 (grifro meu).

Nenhum comentário:

Postar um comentário