Ó profundidade das riquezas, tanto da sabedoria, como da ciência de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos, e quão inescrutáveis, os seus caminhos! Porque quem compreendeu o intendo do Senhor? Ou quem foi seu conselheiro? Ou quem lhe deu primeiro a ele, para que lhe seja recompensado? Porque dele, e por ele, e para ele são todas as coisas; glórias, pois, a ele eternamente. Amém! - Romanos 11.33-36.

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Soberania Divina

Não sou desprovida das bênçãos divinas, somente não as tenha quando e como quero.
Isso não significa que Deus não me ama.
Muito pelo contrário.
Significa que Ele me ama tanto que me dá o que, quando e como é melhor para mim.
Através de Suas “retenções”, digamos assim, Ele também quer nos trazer de volta para o caminho correto, como um pastor faz com suas ovelhas, utilizando seu cajado.
O não receber o que queremos e como e quando queremos também revela, além do cuidado de Deus para conosco, a sua Soberania.

Nenhum comentário:

Postar um comentário