Ó profundidade das riquezas, tanto da sabedoria, como da ciência de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos, e quão inescrutáveis, os seus caminhos! Porque quem compreendeu o intendo do Senhor? Ou quem foi seu conselheiro? Ou quem lhe deu primeiro a ele, para que lhe seja recompensado? Porque dele, e por ele, e para ele são todas as coisas; glórias, pois, a ele eternamente. Amém! - Romanos 11.33-36.

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Luz no fim do túnel

Quando a luz no fim do túnel começa acender,
A escuridão parece ascender.
Quando a esperança se aproxima da realidade,
Os golpes do infortúnio são dados com crueldade.
Quando o começo do fim se aproxima,
A ferocidade da batalha se anima.
O começo do fim já chegou,
E o início do novo está perto,
Mas o combate contra o mal se acirrou,
E a certeza da vida é algo certo.
O medo se esvaiu,
E a coragem seu lugar assumiu.
A coragem para esperar reapareceu,
E o ânimo confiante em Deus
Mais uma vez assumiu o posto seu.
Um dia mais difícil que o dia anterior,
Cada dia mais difícil que o dia que passou,
Um dia mais perto da minha redenção,
Cada dia mais perto da minha libertação.
Lutar com bravura e destemor,
É o que espera de mim o meu Salvador.
E não dar ao mal o gosto de minha rendição,
É o que inspira em mim o Espírito que me traz consolação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário