Ó profundidade das riquezas, tanto da sabedoria, como da ciência de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos, e quão inescrutáveis, os seus caminhos! Porque quem compreendeu o intendo do Senhor? Ou quem foi seu conselheiro? Ou quem lhe deu primeiro a ele, para que lhe seja recompensado? Porque dele, e por ele, e para ele são todas as coisas; glórias, pois, a ele eternamente. Amém! - Romanos 11.33-36.

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Espectro

Quando a tristeza toma conta do meu ser,
Sinto toda a minha força evanescer.


Como uma máquina maligna
Que esmaece minha energia,
Assim é este lugar,
Contra o qual luto dia-a-dia.


Um lugar fora do espaço-tempo
Que se presta a me causar desalento.
Uma esfera que nunca desaparece
Fortalecendo-se do meu vigor, o qual ela desvanece.


Um ser inanimado,
Mas com ar espectral,
Que busca a todo custo
Dominar-me com seu mal.

Em Deus não esmoreço,
Contrariando a circunstância;
Prossigo sempre em frente
Pois vencer e estar com Ele é minha ânsia.


Não dando atenção à debilidade
Quem em meu corpo e minha alma
Procura instalar-se em totalidade,
Permaneço no amor e na caridade,
Tenho a certeza de que no fim
Estarei com Ele por toda a eternidade.


O meu Redentor vive,
E por fim se levantará.
E ainda que o meu corpo pereça,
Meu espírito, por toda a infinitude,
Com Ele permanecerá.

Máquina maligna de exaurir energia,
Espectro do mal que a força extorquia,
Esfera que do vigor alheio dependia,
Onde está a tua vitória?
Você fora vencida pela Vida,
Pela Fonte de Água Viva,
Por aquEle que vida irradia!

Nenhum comentário:

Postar um comentário