Ó profundidade das riquezas, tanto da sabedoria, como da ciência de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos, e quão inescrutáveis, os seus caminhos! Porque quem compreendeu o intendo do Senhor? Ou quem foi seu conselheiro? Ou quem lhe deu primeiro a ele, para que lhe seja recompensado? Porque dele, e por ele, e para ele são todas as coisas; glórias, pois, a ele eternamente. Amém! - Romanos 11.33-36.

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Alguns pensamentos nesta manhã

1º) Judeus e Gentios

"Porque Deus encerrou a todos debaixo da desobediência, para com todos usar de misericórdia." - Rm 11.32.

Os gentios salvos não devem ser soberbos em relação aos judeus, por Deus os ter "rejeitado", pois "o endurecimento veio em parte sobre Israel, até que a plenitude dos gentios haja entrado" (Rm 11.25b). "Então não te ensoberbeças, mas teme, porque, se Deus não poupou os ramos naturais, teme que não te poupe a ti também." (Rm 11.20b e 21). "Porque assim como vós também antigamente fostes desobedientes a Deus, mas agora alcançastes misericórdia pela desobediência deles, assim também estes agora foram desobedientes, para também alcançarem misericórdia pela misericórdia a vós demonstrada" (Rm 11.30 e 31).

2º) "Aborrecei o mal e apegai-vos ao bem" (Rm 12.9b), não somente o mal e o bem na prática, nos atos, palavras, nas ações, mas também, e principalmente, em nossas mentes e corações, de onde procem todas a s coisas - Pv 3.23; Lc 6.45

3º) Deus escreveu dois livros, por meio dos quais Ele se revelou: um chamado "natureza" e outro chamado "Escrituras" (John Sttot).

4º) "Todos nós, de tempo em tempos, precisamos recordar os princípios básicos da vida espiritual, os quais, de maneira ingênua, pensamos ter superado há muito tempo" - Timothy Dudley-Smith.

5º) "Deus é muito crítico em relação à "religião", se ela sifnificar serviços religiosos separados da vida real, do serviço amoroso e da obediência moral proveniente do coração" - John Sttot.

6º) "Não existe separação entre sagrado e secular em uma mente cristã" - J. L. Moreland.

Nenhum comentário:

Postar um comentário